+ Direito da Informática

Blogue complementar ao Direito na Sociedade da Informação LEFIS

sexta-feira, fevereiro 03, 2006

 

"CGD extingue holding para 'nova economia'"

"A Caixa Geral de Depósitos (CGD) vai dissolver a CaixaWeb, a holding do grupo público que gere as participações em projectos empresariais associados à 'nova economia' (e-business, ou comércio electrónico). Desta forma, o banco público põe um ponto final nas parcerias celebradas com o grupo Portugal Telecom (PT), Galp Energia, Brisa-Auto-Estradas de Portugal e Grupo Espírito Santo para a área da Internet. O objectivo é reduzir perdas - de 6,9 milhões de euros só nos últimos três anos - e 'centrar' os seus investimentos na actividade core.
O conselho de administração da CGD, liderado por Carlos Santos Ferreira, decidiu, na passada quarta-feira, encerrar a Caixaweb, criada em 2000 com um capital social de 25 milhões de euros. A informação foi confirmada ao PÚBLICO por fonte oficial do banco. O responsável adiantou que será agora constituída uma comissão, 'em princípio' encabeçada por um membro da administração, que ficará incumbida de encontrar 'as soluções de desinvestimento que se mostrem mais adequadas à situação económica e financeira de cada uma das participadas'. O grupo deverá ainda propor soluções para enquadrar os colaboradores abrangidos pela medida.
'Após cinco anos de existência, concluímos que a generalidade dos projectos empresariais onde a Caixaweb tem posições accionistas, ou têm dificuldades de viabilidade económica, ou estão em situação financeira difícil, ou então são pouco interessantes para o desenvolvimento dos negócios core do grupo CGD', explicou a mesma fonte da Caixa. A liquidação da sociedade, disse, procura limitar o montante das perdas, que se têm vindo a acumular.
Nos últimos três anos (a CGD não disponibilizou os valores do período 2000/02), a holding acumulou resultados negativos de 6,9 milhões de euros. Os prejuízos foram particularmente elevados em 2004 (3,5 milhões de euros), caindo no ano passado (até Novembro) para 93 mil euros, resultado já do desinvestimento no sector.
A Caixaweb detém interesses empresariais em sete portais, em associação com a PT, a Brisa, a Galp e o BES. Possui posições de controlo em duas sociedades (Portal Executivo, Imoportal) e minoritárias em mais quatro portais (Tagus, Fastaccess, PT Prime, SGPICE). E controla a 100 por cento a Caixaweb Serviços Técnicos e de Consultoria.
Após o 'fecho' da holding, Carlos Santos Ferreira admite manter o relacionamento comercial com as empresas suas parceiras que, na sequência da reestruturação, não forem extintas, 'sempre que seja de interesse para a Caixa'. De acordo com fonte do banco público, a Caixa 'posicionar-se-á como mero cliente dos serviços prestados por essas empresas'
Curto percurso de cinco anos
A decisão de fechar a holding do grupo Caixa para a área da nova economia decorre cinco anos depois ter sido constituída, em 2000, por iniciativa do anterior presidente António de Sousa. Na altura, a decisão foi contestada dentro do conselho administração por Almerindo Marques. O actual presidente da RTP, em carta enviada a Guilherme Oliveira Martins, ex-ministro das Finanças de António Guterres, deu conta de um conjunto de medidas que estavam a ser adoptadas por António de Sousa e de que discordava. Na altura mencionou, entre outros pontos, a criação da CaixaWeb, que considerava um exemplo 'de falta de lógica empresarial'. Almerindo Marques acabaria por se demitir das suas funções de administrador da Caixa." (Cristina Ferreira - Público, 03/02/2006)

Comments: Enviar um comentário



<< Home

Archives

Abril 2005   Maio 2005   Junho 2005   Julho 2005   Agosto 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Agosto 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?