+ Direito da Informática

Blogue complementar ao Direito na Sociedade da Informação LEFIS

sexta-feira, dezembro 09, 2005

 

"Os blogues são instrumentos influentes da cultura de elites"

"Os blogues são um produto muito procurado na Internet. Permitem a qualquer pessoa, a partir de qualquer terminal da rede, criar e editar um sítio seu com a mesma facilidade com que se utiliza o correio electrónico. São vistos como espaços de liberdade de opinião, em que se escreve sobre quase tudo e sobre nada, criando diários pessoais organizados cronologicamente.
Muitos são apenas exercícios solitários de expressão, outros redes poderosas de influência. Será possível que venham a mudar o mundo? Para José Pacheco Pereira, que falou sobre o fenómeno anteontem, em Lisboa, eles já o mudaram.
O professor e historiador, como se apresentou, admite que este tipo de sites gratuitos na Internet são um instrumento poderoso que permite aos internautas 'aceder ao espaço público com uma voz própria', apesar de sustentar que ainda só estão massificados no número de utilizadores e servem apenas para veicular ideias de um grupo restrito. Pacheco Pereira falava no ciclo Falar de Blogues, promovido pela Livraria Almedina e pelo professor e investigador de comunicação José Carlos Abrantes.
'Os blogues são instrumentos da cultura de elites. São lidos por um pequeno número de pessoas e são influentes. Nalguns casos, mais influentes que os jornais', considera Pacheco Pereira, falando sobre a realidade portuguesa e referindo, também, que ainda 'não fizeram a transição para a cultura de massas'.
Apesar do número reduzido dos blogues que se tornaram espaços de influência, o historiador entende que eles 'são um fenómeno absolutamente novo'.
'Já estamos a viver num mundo em que de casa sai uma voz, como se saísse fumo da chaminé', considera. 'O facto de essas vozes existirem, se ouvirem, quer queiramos quer não, mudou o mundo, e vai ainda mudar mais.'
'O que é novo é o alargamento do espaço público a novas fórmulas de intersubjectividade, de produção científica, de produção poética, de criação estética e o tipo de relação que essas fórmulas têm com o mundo', explica.
Para Pacheco Pereira, os 'fios de vozes que saem dos blogues' realizam um 'trabalho de memória', que podem funcionar de forma complementar com os media tradicionais, que considera terem 'falta de hábito de trabalhar com o tempo'.
A 'aceleração do tempo mediático' e o 'efeito novidade' impõe uma agenda muitas vezes restrita aos meios de comunicação, considera, e neste sentido, os blogues 'fazem um trabalho de memória, que por vezes os jornalistas não têm condições ou vontade de fazer'.
Apesar de os descrever como um instrumento poderoso, Pacheco Pereira considera que 'os blogues não são jornalismo', embora diga haver 'um terreno comunicacional comum, em que ambos poderiam ter vantagens'. 'A blogosfera introduz elementos de correcção ao trabalho de memória dos media', salienta, atribuindo-lhe um papel de reconstrução 'de uma memória colectiva em tempo real, que às vezes os media não têm'.
Neste sentido, o espaço público alarga-se e enriquece-se com a enorme quantidade de elementos que o cidadão comum pode introduzir, e é aqui que entra o trabalho jornalístico, que oferece a sua qualidade de mediação.
'Vamos entrar num mundo comunicacional em que os critérios editoriais vão ser muito importantes, mas não vão ser feitos pelos mesmos mecanismos', aponta Pacheco Pereira, para quem a enorme quantidade de informação não editada veiculada pela Internet exige o cultivo de chaves de leitura que possibilitem o acesso de forma criteriosa aos seus conteúdos.
'Na Internet, é a literacia, anterior à consulta, o elemento fundamental, e é por isso que se devia ensinar nas escolas a ver televisão e a consultar a Internet', defende. 'Não é por estar cheia de lixo que a Internet é má. É porque as literacias que nos permitem distinguir o que é lixo e o que não é lixo não existem socialmente'." (Hugo Beleza - Público, 09/12/2005)

Comments: Enviar um comentário



<< Home

Archives

Abril 2005   Maio 2005   Junho 2005   Julho 2005   Agosto 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Agosto 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?